Página Inicial / Geral / 28 de Julho: Dia Estadual do Investigador de Polícia

28 de Julho: Dia Estadual do Investigador de Polícia

Hoje (28), é comemorado o Dia Estadual do Investigador de Polícia, profissional que integra os quadros da Polícia Civil do Espírito Santo e que tem como função executar trabalhos de investigação e diligências policiais visando à elucidação de infrações penais.

Considerada a categoria com o maior número de integrantes da PCES, os investigadores de polícia também cumprem mandados de prisão e busca e apreensão; realizam investigações e sindicâncias para elucidar os crimes e descobrir os seus autores; coletam informações sobre atividades e fatos de natureza policial e de segurança; além de lavrar autos de resistência, executar intimações e demais atividades.

O policial civil Anderson Ferrari faz parte dessa categoria há 21 anos.  Participou da criação do antigo Grupo de Operações Táticas (GOT) da Polícia Civil e já atuou na Delegacia de Polícia (DP) de Santa Teresa e na DP de Pancas; gabinete da chefia da Polícia; na antiga Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em seguida na Divisão de Repressão aos Crimes contra o Patrimônio. Atualmente, está localizado no Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Graduado em Administração de Empresas pela UFES, desde 1999 e com pós-graduação em Criminologia, Políticas Criminais e Segurança Pública, Anderson Ferrari destaca as principais qualidades para ser um bom Investigador. “O profissional deve ter raciocínio lógico bem apurado! Aplicar a lei com imparcialidade e ter sólidos princípios éticos. Deve ainda, bem como aos demais cargos, manter-se mentalmente equilibrado, em bom condicionamento físico, além de estar atualizado quanto às várias técnicas para a boa execução de suas atividades, tais como de investigação, de entrevista, de tiro e defesa pessoal”, avaliou.

Ao longo dos 21 anos de profissão e, diante das inúmeras experiências já vividas, Anderson destaca a participação na criação do GOT como a principal delas. “Várias foram às vezes em que me orgulhei de ser investigador da PCES. Várias foram as prisões de traficantes, homicidas e outros criminosos, as quais exigiram trabalho em equipe, esforço físico e mental.  Mas gostaria de salientar a participação na criação do Grupo Tático, em 2003, quando tivemos a possibilidade de trabalhar em conjunto com policiais militares e de bombeiros militares, já que o Grupo integrava as forças de Segurança. Além disso, pudemos aprimorar técnicas para melhor cumprirmos nossas atividades. Com o conhecimento adquirido, formamos um grupo de instrutores na PCES que abriu um novo leque de cursos a serem ministrados na formação e contínua capacitação dos nossos policiais, quais sejam: Combate em Ambiente Confinado; Defesa pessoal; armamento e tiro”, lembrou.

A investigadora de polícia Ana Paula Gonçalves de Mello, que há seis anos, faz parte da Polícia Civil ressalta que sua maior motivação é ajudar as pessoas. “Não há nada mais gratificante do que poder ajudar as pessoas. Um fato que me marcou bastante foi poder contribuir na elucidação de um homicídio cuja vítima era o parente de um amigo meu que também é policial. Consegui me ver no lugar dele, sofrendo com a perda de um ente querido. Foi importante para mim poder ajudar naquele momento de enfrentamento de uma situação que tanto causou dor aos familiares”, disse.

Atuando na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Vila Velha, Ana Paula, que antes de ingressar na Polícia Civil era dona de um salão de beleza e é formada em administração de empresas desde o ano de 2002, destaca a qualidade no atendimento à população como uma das suas principais legados que os policiais podem deixar para o futuro. “Devemos sempre nos esforçar para atuar na profissão com prudência e ter a consciência de desenvolver nosso trabalho com excelência e isso inclui atender sempre bem o nosso maior cliente que é o cidadão capixaba”, destacou.

Fonte: Assessoria de Comunicação Polícia Civil

Você pode Gostar de:

Conselho inclui leilão do 5G em lista de concessões

O leilão do 5G teve o primeiro passo hoje (19) com a inclusão da concessão das frequências …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *