Página Inicial / Política / GOVERNADOR RENATO CASAGRANDE VAI INVESTIR R$ 11,9 MILHÕES EM AUDIOVISUAL NO ESPÍRITO SANTO

GOVERNADOR RENATO CASAGRANDE VAI INVESTIR R$ 11,9 MILHÕES EM AUDIOVISUAL NO ESPÍRITO SANTO

O Governo do Estado lançou, na sexta-feira (03), o maior investimento da história no setor audiovisual. Serão repassados R$ 11,9 milhões em 14 editais de Seleção de Projetos de Audiovisual. Os recursos são provenientes da parceria de co-investimento do Fundo Setorial do Audiovisual/Ancine (FSA) com o Fundo de Cultura do Estado do Espírito Santo (Funcultura). Os editais foram apresentados ao público em solenidade realizada no Palácio Anchieta, em Vitória.

O evento contou com a presença do governador Renato Casagrande; da primeira-dama, Maria Virgínia Casagrande; do secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha; do presidente da Agência Nacional de Cinema (Ancine), Christian de Castro; e do superintendente do Sebrae no Espírito Santo, Pedro Rigo. 

Em seu pronunciamento, o governador enfatizou a importância do investimento em cultura e o seu papel na sociedade. “A cultura cumpre um papel de unir as pessoas que têm interesse em respeitar a civilização e o direito das pessoas. Essa manifestação e o fortalecimento do resgate dos nossos talentos culturais e do nosso folclore colabora e muito para uma sociedade moderna, não apenas na tecnologia, mas no pensamento. A cultura favorece um pensamento de respeito e das escolhas que as pessoas fazem”, afirmou.

Casagrande também falou sobre o resgate dos investimentos na área, bem como das entidades e das pessoas que trabalham com a cultura no Espírito Santo. “Quando fazemos ações como essas, quando fortalecemos o Conselho Estadual de Cultura, quando abrimos a Secretaria para dialogar, começamos a criar resultados. O audiovisual foi o que mais se impôs na sociedade e precisamos incentivar a criatividade e seu desenvolvimento. A economia criativa une inovação e criatividade”, pontuou.

O secretário de Estado da Cultura Fabricio Noronha destacou o impacto dos recursos no setor audiovisual como um fator estratégico no desenvolvimento econômico no Estado, além da forma em que os Editais vão atingir diversos setores da economia criativa. Segundo ele, o setor do audiovisual é um dos que mais cresceu na economia brasileira com 9,3% ao ano, movimentando R$ 42 bilhões em receitas. São mais de 16 mil empresas em atuação, que geram 200 mil empregos diretos e indiretos.

“Portanto, o audiovisual é um elemento importante da economia criativa, uma pauta que é um vetor determinante de desenvolvimento econômico. Estimamos que isso impacte na geração direta de mais de mil postos de trabalho e envolverá quase 600 empresas. E o mais importante: quase 100 projetos audiovisuais genuinamente capixabas como resultado. Outro detalhe é que o Edital do audiovisual contempla ainda importantes e inéditas políticas afirmativas para mulheres, negros e indígenas”, completou.

Em sua fala, o presidente da Ancine, Christian de Castro, ressaltou a potência econômica da indústria do audiovisual no Brasil. Ele destacou que a Agência movimenta mais de R$ 1 bilhão por ano. “A gente emprega demais e é inclusivo de uma maneira muito forte”, disse.

Estiveram presentes na solenidade a escritora Bernadette Lyra, eleita em 2018 a maior pesquisadora de Cinema do País; o maestro titular da Orquestra Sinfônica do Espírito Santo (OSES), Helder Trefzger; a poetisa, filósofa e psicóloga Viviane Mosé, que declamou uma poesia durante o evento; além de representantes de entidades ligadas ao audiovisual no Estado. O diretor-presidente da Rádio e Televisão Espírito Santo (RTV), Igor Pontini, também esteve presente.

Os Editais

As inscrições já estão abertas e terminam no dia 12 de agosto. Deverão ser feitas exclusivamente na plataforma de inscrições on-line no site da Secult. Mais informações ou esclarecimentos também poderão ser obtidos nos telefones (27) 3636-7115 e 3636-7116.

Editais: Saiba como se inscrever na plataforma de inscrições online AQUI.

Serão contempladas 14 áreas da produção audiovisual no Espírito Santo: Curta de Animação; Curta de Ficção; Curta-Documentário, Cineclubismo, Desenvolvimento de Projetos de Audiovisual, Projetos Setoriais, Finalização, Longa-Documentário, Longa-Metragem de Ficção/Animação, Série documental para TV, Série Ficção/Animação para TV, Desenvolvimento de Projetos para TV, Núcleo Criativo de Projetos e Comercialização.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Governo

Foto: Hélio Filho/Secom

 

 

 

Você pode Gostar de:

Maia defende debate sobre monopólio da Caixa em gestão do FGTS

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu hoje (8) que o Congresso …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *