Página Inicial / Política / Governo do Estado e Prefeitura assinam termo de cessão de área para novo centro de Polícia Técnico-Científica em Vitória

Governo do Estado e Prefeitura assinam termo de cessão de área para novo centro de Polícia Técnico-Científica em Vitória

O Governo do Estado e a Prefeitura de Vitória assinaram, na manhã da segunda-feira (5), durante reunião mensal de acompanhamento do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, o termo de cessão da área onde vai ser construído o Centro de Polícia Técnico-Científica da Polícia Civil. A área possui mais de sete mil metros quadrados e está localizada na Avenida Fernando Ferrari, uma das vias mais importantes da Capital.

O documento foi assinado pelo governador Renato Casagrande, pelo prefeito de Vitória, Luciano Rezende, pelo secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Roberto Sá, pelo secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, e pelo deputado estadual Fabrício Gandini.

O novo centro abrigará toda a estrutura de Polícia Técnico-Científica da Região Metropolitana, como a sede da Perícia e o Departamento Médico Legal (DML), que terá a estrutura atual reformada, mesmo com a previsão de construção de novo prédio.

Casagrande destacou que a obra será realizada com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que já estão disponíveis. “A cessão que o prefeito faz é para que possamos instalar o Centro de Polícia Técnico-Científica. Tudo será desenvolvido com recursos do BID. Agora vamos contratar o projeto e em seguida a obra. A polícia técnica tem um papel fundamental para reduzir a impunidade e consequentemente o crime. Precisa estar bem estruturada. Quero agradecer ao prefeito Luciano por ter liderado essa doação e nós vamos atender muito melhor o DML com a construção do Centro”, disse.

O prefeito Luciano Rezende afirmou que o projeto vai ao encontro à ideia de governo da Capital de tornar Vitória uma cidade inteligente e tecnológica. “Queria agradecer a oportunidade que o governador nos deu. É muito importante que o prédio da perícia faça parte da ideia de Vitória de ser uma cidade inteligente. Nosso esforço é grande e esse prédio se encaixa na estratégia da Cidade. Pedi ao governador que me desse a oportunidade de achar um prédio e vamos ter o equipamento em uma área nobre da cidade, na Fernando Ferrari, que vai fazer com que a Segurança Pública no Espírito Santo continue servindo de exemplo”, ressaltou.

O secretário de Estado de Planejamento, Álvaro Duboc, enfatizou que o investimento está dentro das diretrizes do Programa Estado Presente, que foca na redução da criminalidade violenta e a polícia técnico-científica é parte essencial da resolução de inquéritos. “Irá possibilitar o aprimoramento da qualidade da prova pericial e assim ampliará ainda mais os esclarecimentos de homicídios no Espírito Santo”, afirmou.

Apresentação de resultados

Na reunião do Programa Estado Presente ainda foram apresentados os resultados de redução da criminalidade no Espírito Santo, que fechou o mês de julho com uma nova redução histórica no número de homicídios dolosos. Ao todo, foram 63 casos registrados em todo o Estado no período, sendo o segundo melhor resultado de todos os meses desde 1996. A estatística só não é melhor que a de junho desse ano, com 59. É o sétimo mês seguido de queda nos números. Os dados são da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp).

No total, de janeiro a julho deste ano, foram registrados 561 assassinatos, uma redução de 19,6% em relação ao número de casos em 2018, quando foram registradas 676 vítimas. A região da Grande Vitória obteve grande destaque nessas estatísticas e fechou com o melhor mês em 23 anos. Ao todo, foram totalizados 29 homicídios, somando Vitória, Vila Velha, Cariacica, Serra, Viana e Guarapari.

O município de Cariacica, que chegou a apresentar aumento de 30% nos registros de crimes no início de 2019, após ações definidas nas diretrizes do programa Estado Presente, passou a apresentar redução de 6% em julho, revertendo o quadro ruim do começo do ano. Foram 25 assassinatos nos últimos três meses. Somente em abril haviam sido 24 mortes.

O secretário de Estado da Segurança Pública explicou quais foram os principais fatores para essa redução de mortes: “Atribuo essa redução de homicídios a fatores importantíssimos. Um dos principais é a definição de um foco, com o programa Estado Presente em Defesa da Vida, que é a prisão qualificada de homicidas e apreensão de armas de fogo. Depois vem a participação pessoal do nosso governador, que acompanha periodicamente os indicadores e realiza as reuniões onde são definidas as estratégias policiais para combate à criminalidade”, afirmou Sá.

Ele ainda destacou e agradeceu às forças de segurança, exaltando o trabalho policial nas ruas. “Ao todo, prendemos cinco assassinos por dia e apreendemos nove armamentos diariamente no Espírito Santo. E para que isso aconteça, o ponto a ser destacado é a dedicação do nosso policial, que hoje entrega um grande resultado. Tenho que dar um destaque especial aos policiais de Cariacica, que obtiveram grande êxito nas operações, trabalharam dia e noite e conseguiram sair do aumento para a redução em apenas 90 dias”, ressaltou o secretário.

Eixo policial

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp) apresentou, também na manhã desta segunda-feira (12), o manual básico do eixo de proteção policial do programa Estado Presente, durante a reunião. O documento, confeccionado pela primeira vez, foi entregue ao governador Renato Casagrande e consolida a metodologia para as forças de segurança do Espírito Santo.

O plano foi confeccionado durante um workshop, realizado por representantes da Sesp, Secretaria de Estado de Economia e Planejamento (Sep), Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), no auditório da mineradora Vale. De acordo com o secretário Roberto Sá, os esforços foram grandes para confecção dessa primeira versão do planejamento.

“Passamos hoje um manual simbólico do eixo de proteção policial ao governador, que serve de orientação para todos que participam do eixo de proteção policial do Estado Presente. Deixamos aí esse registro. É importante institucionalizar para ficar como referência. Quero parabenizar o subsecretário coronel Souza Reis e toda a equipe que trabalhou de forma incansável”, afirmou Sá.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Sesp Foto: Hélio Filho/Secom

 

Você pode Gostar de:

Comissão Processante da Câmara de Guarapari pede condução coercitiva do ex-secretário Edgar Bhele

Na reunião desta terça-feira (03), a Comissão Processante que investiga a denúncia contra o vereador …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *