Página Inicial / Polícia / POLÍCIA CIVIL PARTICIPA DE OPERAÇÃO NACIONAL PARA PRENDER SUSPEITOS DE HOMICÍDIO E FEMINICÍDIO NO-ES

POLÍCIA CIVIL PARTICIPA DE OPERAÇÃO NACIONAL PARA PRENDER SUSPEITOS DE HOMICÍDIO E FEMINICÍDIO NO-ES

A Polícia Civil do Estado do Espírito Santo (PCES) participou, na terça-feira (28), da “Operação Cronos II” executada nacionalmente com o objetivo de combater homicídios e feminicídios. A operação aconteceu simultaneamente em 21 estados e no Distrito Federal. As Polícias Civis do Brasil deflagraram essa ação coordenadas pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia Civil (CONCPC) e com o apoio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi) do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP). No ES, participaram da ação sete superintendências da PCES e 225 policiais civis. Em todo o estado, foram efetuadas 45 prisões e sete apreensões de adolescentes.

Os dados da Operação foram passados em coletiva de imprensa realizada na Chefatura da Polícia Civil. Estiveram presentes o delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda, o superintendente de Inteligência e Ações Estratégicas (SIAE), delegado João Calmon, o titular da DHPP de Vitória, delegado Janderson Lube, e o titular da DHPP de Vila Velha, Gianno Trindade.

“Essas operações nacionais buscam a prisão de alvos perigosos. Com elas economizamos recursos, garantimos a segurança dos policiais, que saem em comboio, e cuja presença nas ruas tem um efeito inibidor da criminalidade. Já temos efetuando um elevado número de prisões desse tipo neste ano e as buscas vão se tornando cada vez mais complexas. Nesta operação, não prendemos nenhum feminicída, mas estas prisões estão sendo realizadas. Ainda teremos mais quatro operações integradas, não só de homicídios, mas de outros crimes também”, explicou o delegado-geral.

O superintendente de Inteligência e Ações Estratégicas (SIAE), delegado João Calmon, explicou os números da operação. “Efetuamos um total de 52 prisões e apreensões, 45 adultos e sete adolescentes, somente um adolescente foi por homicídio. Foram 10 homicidas presos, 26 por crimes diversos e 10 em flagrante durante a operação. Em flagrante nove adultos e um adolescente. Apreendemos dois revólveres, aproximadamente um quilo de maconha, um carro, dez celulares, seis computadores, e 57 outros objetos’, detalhou o superintendente.

“A operação é importante, pois fomenta a integração nacional das polícias civis e do trabalho de inteligência. Mas, sobretudo, promove a retirada de autores de homicídio de circulação, que é o crime que mais repulsa e causa temor à sociedade”, ressaltou João Calmon.

 

Resultados Nacionais

A Assessoria de Comunicação do MJSP informou os números finais da operação nacional. Foram cumpridos 881 mandados de prisão por homicídio e 56 pelo crime de feminicídio, um total de 937 mandados de prisão relacionados aos objetivos principais da Cronos II. Também foram apreendidos um total de 31 adolescentes por homicídio, resultando em 966 de indivíduos capturados.

Operação “Cronos I”

A Operação “Cronos I” foi realizada no dia 24 de agosto de 2018. No Espírito Santo, participaram mais de 370 policiais civis, foram detidas 100 pessoas, apreendidas 13 armas de fogo, 773 gramas de maconha, 238 gramas de cocaína e 100 gramas de crack. Na ocasião, foram cumpridos mandados de prisão expedidos pela Justiça em desfavor de acusados e condenados pelos crimes de homicídio, feminicídio e outros crimes de violência doméstica contra a mulher.

“Cronos”

O nome da operação origina-se na ideia de que a vítima tem seu tempo de vida reduzido pela mão do autor do homicídio e do feminicidio. Ao mesmo tempo, com a prisão do autor, retiramos dele o “tempo” para a prática de novos delitos, dessa forma a vida de novas vítimas deixam de estar em contagem regressiva.

 Fonte/Foto: Assessoria de Comunicação Polícia Civil

 

Você pode Gostar de:

POLÍCIA MILITAR APREENDE ARMA DE FOGO DROGA E PRODUTOS DE ROUBO EM CACHOEIRO-ES

Na segunda-feira (08), policiais militares do 9º Batalhão apreenderam arma de fogo e recuperaram produtos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *