Página Inicial / Polícia / Policiais civis prendem suspeito de armazenar explosivos e drogas em Serra

Policiais civis prendem suspeito de armazenar explosivos e drogas em Serra

A equipe do Departamento Especializado em Narcóticos (Denarc) realizou uma operação na qual foram apreendidos mais de 30 quilos de maconha e materiais explosivos. O material estava em uma residência alugada por T.V.N.S., de 29 anos, que foi detido no local. A ação ocorreu na última terça-feira (13), no bairro Praia de Capuba, município de Serra.

O delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda, afirmou que o Denarc tem realizado diversas operações. “A equipe tem identificado mudanças na forma de operar dos traficantes. Na semana passada, dois carros roubados foram apreendidos. Os traficantes utilizaram os veículos em atos criminosos. Da mesma forma, nesta operação, os traficantes armazenavam explosivos para outras práticas de crime. Neste caso, possíveis roubos a agências bancárias, o que não é uma prática dos traficantes”, relatou.

Os resultados da operação foram divulgados na coletiva de imprensa ocorrida nesta terça-feira (20), no auditório da Chefatura da Polícia Civil. “Parabéns à equipe da operação, que, certamente, impediu a ocorrência de tragédias com o uso criminoso de explosivos”, acrescentou Arruda.

O responsável pela operação, delegado Diego Bermond, alegou que o objetivo da operação foi desarticular uma associação criminosa que estava atuando na Grande Jacaraípe. “Através de um trabalho investigativo, nossa equipe descobriu que havia uma associação criminosa no bairro. Após três semanas de investigação, efetuamos a operação. Na ação, os policiais identificaram o local onde estava o entorpecente e entraram na residência. Lá, encontraram mais de 30 quilos de maconha além de material explosivo”, informou.

Diego Bermond contou que os policiais não esperavam encontrar os explosivos no local, inclusive estavam prontos para serem usados. Qualquer deslize poderia causar uma explosão e ferir pessoas residentes naquela região.

“O detido estava supostamente guardando os explosivos para uma quadrilha especializada a roubo a instituições financeiras. Ele faz parte de uma associação criminosa que é investigada pela explosão de uma agência bancária do Banco do Brasil em novembro de 2015. Após acionamento do esquadrão antibombas da Companhia Independente de Missões Especiais (CIMESP), os materiais foram entregues à Polícia Militar para a realização de análises técnicas”, relatou o delegado.

T.V.N.S. tem passagem pelo crime de porte ilegal de arma de fogo. Ele foi autuado pelos crimes de tráfico de drogas, posse ilegal de artefato explosivo e encaminhado para o Centro de Triagem de Viana (CTV).

 

 

Você pode Gostar de:

Policiais civis apreendem arma de fogo utilizada para ameaças em Santa Teresa

A equipe da Delegacia de Polícia (DP) de Santa Teresa, com o apoio das DPs …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *